Para entendermos como funcionam os Magnet Links, precisamos primeiro definir dois conceitos bastante importantes que tornam ele possível: o DHT e o PEX.

DHT (Distributed Hash Table)

A função básica dos DHTs é encontrar o endereço IP dos peers (os usuários que estão baixando um arquivo) que estejam fazendo o download do mesmo arquivo que você quer, mas eliminando a necessidade de um servidor web presente para gerenciar a comunicação entre eles (no caso, o The Pirate Bay). Quase todos os clientes torrents atualmente, como o Azureus Vuze ou uTorrent, possuem suporte à essa tecnologia. Caso o seu não possua, considere trocá-lo por um que tenha, pois os Magnet Links estão se tornando cada vez mais comuns.

PEX (Peer Exchange)

O PEX também tem como função procurar endereços IP em conjunto com os DHTs. Com a lista obtida pelo DHT, o PEX faz uma solicitação a todos os peers conectados para saber quais deles também possuem o arquivo em questão para compartilhar (ou, basicamente, os peers dos peers). Essa solicitação retorna um número muito maior de resultados que do que o DHT ou um tracker sozinho, já que possui uma probabilidade muito maior de encontrar um usuário com o arquivo, garantindo assim que o maior número de pessoas possível possa compartilhá-lo com você.

Magnet links

Agora que você já sabe o funcionamento dos dois conceitos acima, é mais fácil entender o que é um Magnet Link. Antes baixávamos um arquivo com a extensão .torrent e utilizávamos um cliente de arquivos Torrent para iniciar o download, certo? Agora esse arquivo .torrent não é mais necessário, pois você é conectado diretamente aos usuários que possuem o arquivo para compartilhamento.

O link magnético é um tipo de conexão entre o seu computador e o arquivo final que possui todas as informações necessárias para um download direto, ou seja, sem a necessidade de ter um servidor para fazer esse “meio de campo” entre você e o conteúdo. Assim, quando houver um link magnético, você não precisa de intermediação.

A vantagem disso tudo está no fato de os indexadores de torrents não precisarem mais armazenar os arquivos nos seus servidores, trazendo ao usuário apenas o “trabalho” de clicar no link e aguardar o download terminar. Funciona de uma maneira muito parecida com o início das trocas peer-to-peer (P2P).

Identificar um link magnético não é nada difícil. Até por que o início da estrutura deles já denuncia do que se trata. Observe abaixo:

  • magnet: (Identifica o link magnético)
  • ?xt=urn:btih: (Define que este é um link de torrents, para que você use programas como o BitTorrent)
  • 5dee65101db281ac9c46344cd6b175cdcad53426 (Hash do conteúdo)
  • &dn=name (Nome do arquivo)

Ao somar tudo isso, o link magnético se parece com a linha a seguir:

magnet:?xt=urn:btih:5dee65101db281ac9c46344cd6b175cdcad53426&dn=download

Identificação

Um ambiente como esse gera algumas dúvidas quando o assunto é identificação. Como um download pode ser iniciado se não há um tracker (rastreador) para informar o usuário sobre outras pessoas que baixam e “semeiam” esse arquivo? A resposta é bem simples: DHT – Tabelas de Hash Distribuído, em português.

O DHT é ativado por definição padrão em programas populares como uTorrent e Vuze. Basicamente, o hash do link magnético é usado para achar os peers usando DHT. Caso você tenha dúvidas sobre os termos relacionados ao assunto “torrents”, pode consultar um artigo produzido pelo Baixaki chamado “A bíblia do Torrent”.

E os torrents, como ficam?

Os torrents continuam a ser torrents. Afinal, eles são necessários porque contém informações que precisam aparecer no swarm. A única mudança é que o modo de distribuir esses conteúdos está mudando. Afinal de contas, um link magnético não tem a necessidade de estar em apenas um local. Eles podem ser enviados através de mensagens, e-mails e uma série de outros recursos.

Muitos clientes de TORRENT já suportam links magnéticos. Os super populares uTorrent e Vuze estão na lista. Portanto, se você quer conferir essa novidade, basta acessar alguma página de um servidor de torrents e testar! Isso porque esses lugares são os mais fáceis para se encontrar um link assim.